Diversão

André Prando e Sandrera em mistura eclética no Spirito Jazz

Marcos Vidigal/Divulgação
Marcos Vidigal/Divulgação
O cantor Sandrera se apresenta ao lado de André Prando no Spirito Jazz neste sábado (29)
HEBERTON SILVA*
Da viola caipira à guitarra elétrica. Essa é a inusitada combinação que o público poderá apreciar no palco do Spirito Jazz, neste sábado (29), a partir das 20 horas, ao som de Sandrera e André Prando, dois autênticos representantes da nova música do Espírito Santo.
O artista capixaba André Prando tem um trabalho com base no rock e explora outras vertentes musicais, sempre com a poesia em alta. Seu álbum de estreia, “Estranho Sutil”, de 2015, se destacou em vários sites e frequenta os primeiros lugares nas paradas de rádio do Estado. Prando também vem se apresentando em vários festivais de música pelo Brasil, e acaba de retornar de uma mini-turnê pelo Sudeste.
Seu novo álbum, que ainda está em pré-produção, tem previsão para ser lançado no segundo semestre deste ano. A música "Em Chamas no Chão", que está disponível em seu atual show, apresenta uma nova sonoridade, que prepara o público para se despedir do álbum "Estranho Sutil". A canção está presente na coletânea brasileira “Faixa 6” e teve sua primeira aparição ao vivo através do Sofar Sounds, programa em que os músicos se inscrevem para que alguns convidados possam assistir seu show via transmissão de internet.
Já o cantor de folk rock Sandrera está na estrada desde os anos 90. O artista mistura as raízes da cultura brasileira ao som da viola caipira e da guitarra, e já se apresentou em países como França e Noruega.
Divulgação
Divulgação
André Prando também sobe ao palco do Spirito Jazz, neste sábado (29)
Com a mistura de guitarra e viola, o show promete levar ao público uma diversidade musical interessante aos olhos de quem vai comparecer no Spirito Jazz. O evento, que é promovido pelo programa Rock Brasil, da Rádio Cidade FM, vem para provar que os dois instrumentos se combinam em uma explosão eclética de muita música e som.
Em entrevista à reportagem do jornal O EstadoES, o cantor Sandrera fala sobre o momento atual de sua carreira, os novos convites para as apresentações e o sucesso do hit “Tá Freud, Baia”, que alcançou o primeiro lugar no Top 10 da Rádio Cidade FM.
O EstadoES – Depois de alguns anos de estrada, você imaginava voltar a frequentar as paradas de sucesso?
Na verdade, isso é algo que a gente não espera, aparece de repente. Você trabalha, percebe que as coisas vão acontecendo e, quando você se dá conta, o sucesso aparece, como puro fruto de seu próprio trabalho. Mas eu não esperava que seria assim.
Sandrera - A que você atribui esse fenômeno?
É muito louco isso, né, inclusive eu estou chegando da Noruega e fui convidado para fazer alguns shows na França. Passou um tempo, eu fiquei afastado quase um ano e meio e, depois, com o tempo, comecei a compor algumas músicas e fiz “Tá Freud, Baia”, que tem a ver com terapias, remédios, compulsórios, e “Baia” eu me inspirei em um cantor que se chama Maurício Baia. Fiz essa canção em homenagem a ele. “Tá Freud, Baia!” A gente se conheceu em um show aqui no Estado, ele me convidou para subir ao palco, foi muito bom!
Como você avalia este novo momento de sua carreira?
Nossa, eu avalio com muitos bons olhos, estou muito empolgado, com gás, meu disco “Prateleira” está quase pronto e ele vai trazer um apanhado de minha carreira como músico, fizemos várias apresentações em casa de shows do Estado, então eu estou muito "empolgadão". A gente vai lançar, futuramente, um show que se chama “Raulzera” com músicas minhas e de Raul Seixas. Eu estou muito feliz.
Divulgação
Divulgação
Sandrera vai lançar novo disco e planeja viagens ao exterior
Você espera voltar a tocar em outros países, como França e Noruega? Já há convites nesse sentido?
Sim, a gente pretende ir para a Itália ou talvez, Portugal. Em 2018 ou no fim deste ano a gente vai para lá. No tipo de música que eu faço, às vezes misturo viola caipira com maracatu e rock'n roll e esse tipo de som é muito bem visto na Europa, eles gostam muito. Levo a música brasileira para lá, que é bem aceita.
Quais são seus próximos planos? Tem previsão de lançamento de disco?
Pretendo terminar o disco “Prateleira”, além de gravar o videoclipe da música “Tá Freud, Baia”. A gente vai começar a trabalhar em cima dessa canção já nesta semana, já que ela está tendo uma boa aceitação pelo público. O mais legal é que essa música já chegou ao primeiro lugar do Top 10 da Rádio Cidade, e está tocando bem em outras emissoras do Estado. É um momento muito bom na minha carreira. Agora, pretendo fechar os detalhes das viagens e partir para o exterior.
*Sob supervisão de Anderson Chagas Neto
tags Sandrera; André Prando; Spirito Jazz; show; rock; viola; guitarra